terça-feira, 18 de setembro de 2012

As Dores da Bariátrica...

Certo dia, a algum tempo atrás, estava eu a trabalhar quando o comunicador da empresa (uma espécie de MSN comercial) começa a piscar. Era uma colega do escritório me dando oi e perguntando se eu não me importava em conversar com ela a respeito da cirurgia bariátrica. Cordialmente, como com todos que tocam no assunto comigo, aceitei e naquele mesmo dia fomos almoçar juntos para uma conversa de "operado" para "operando".

Durante o almoço, conversamos sobre os motivos de fazer, de não fazer, dos prós, dos contras mas um trecho em específico me marca até hoje:

"- Olha, eu queria saber se você vomita." - perguntou a colega
"- Como assim?" - respondi confuso
"- É, você vomita regularmente? Tipo de comer muito e vomitar?"
"- Por que pergunta isso?"

E então ela me respondeu: "- É que eu detesto vomitar. Acho nojento"

Minha resposta então foi clara e muito séria: "- Olha, se a sua preocupação é em vomitar, então eu aconselho seriamente a não fazer a cirurgia!"


Então ela me perguntou o porquê da minha reação e daquela minha resposta. Até alguns minutos antes eu estava falando sobre as coisas boas que aconteceram em minha vida depois e tudo mais. Respondi questionando-a qual era a sua preocupação. Indaguei se ela queria mudar de vida, buscar saúde ou simplesmente se estava preocupada se ia vomitar ou não. Disse a ela que sim, que vomitaria. Vomitaria um monte assim como teria imensas dores, pedras no rim, pedras na vesícula, poderia ter várias outras complicações... mas que tudo aquilo era válido quando o que se buscava era mudar de vida e não preocupar-se com um ou outro sintoma.

Após alguns meses, ela partiu para a cirurgia e lembro-me de vê-la mais magra do que quando conversamos, porém como já não trabalhamos mais na mesma empresa, não sei como está. Espero sinceramente que esteja bem.

Tudo isso foi para falar de algo que está ligado intimamente aos procedimentos da cirurgia bariátrica. Sintomas colaterais que podem ocorrer e que se alguém colocar na balança com certeza poderá pensar 2x em fazer. Fazendo uma analogia, é a mesma coisa que um Urologista entrevistando um homem que quer fazer vasectomia. Os próprios médicos, doutores em cirurgia bariátrica, deveriam agir mais como advogados do diabo, citando todos os problemas que a pessoa pode passar. Aí sim, se este estiver disposto a passar por tudo aquilo, muito provavelmente a gente não veria tantos operados voltando a ser gordos e muitas vezes mais gordos do que eram antes pois negligenciaram o médico e muitos optam inclusive por passar por novas cirurgias.

Vômitos e Desconfortos...

Durante meu primeiro ano, depois que passei para a dieta normal nem sempre me sentia bem depois de comer. Carne por exemplo, até hoje é algo pesado de ser digerido e perto do que eu comia a cinco anos atrás, a quantidade hoje é irrisória. Dois meses após minha cirurgia, comecei a me acostumar com a nova alimentação, basicamente a mesma coisa que comia antes porém em uma porção menor. Se antes eu almoçava entre 650g a 800g (digeridos em menos de 10 minutos), naquela época estava comendo perto de 250g (hoje em dia meu almoço em um restaurante por quilo não passa de 400g (que levo quase 50 minutos para comer). Dependendo do que eu ingerisse, começava a salivar e tinha que ir ao banheiro vomitar em seguida. Não sentia dor nem nada... simplesmente parecia que o estômago queria por para fora alguma coisa que estava incomodando. Reparei que isso acontecia principalmente se eu ingerisse muita comida rapidamente. Depois de um tempo, reparei que acontecia dependendo do tempero ou mesmo da quantidade de gordura da comida. Um detalhe interessante é que mesmo hoje em dia hora ou outra isso acontece, dependendo de como a comida foi preparada (yakisoba por exemplo, é algo que eu nunca mais pude comer em restaurantes tipo o China In Box pois é comer e voltar). De zero a dez em uma escala de desconforto, dou nota 3 justamente porque não é algo que sentisse dor ou fosse forçado. Simplesmente a comida saía! :)

Pedras!?!?

Depois de um tempo, em alguma data do primeiro semestre de 2009, perto das 8 da manhã desci com alguns colegas do escritório para tomarmos um café da manhã. Tudo bem, conversa boa e lá estava eu tomando uma xícara de café com leite e comendo um pão. De repente começo a sentir um desconforto nas costas e digo ao pessoal para retornarmos ao escritório. No elevador, a dor começou a irradiar ficando cada vez mais intensa. Sentei em minha mesa, já não conseguia ficar em pé tendo que andar arcado, percorri o corredor até a sala médica onde o médico da empresa chamou meu team leader e me mandaram embora para o hospital. Entre sair do escritório e chegar no hospital, deve ter sido algo entre 30 minutos a uma hora, não sei ao certo. A única coisa que sei é que quando entrei fui atendido na hora, estava chorando, me remoendo de dor e aquilo agonizava de forma abrupta. Me colocaram em uma maca, levaram para dentro e lá já me deram uma boa dose de Buscopan na veia. Passado um tempo, a dor foi embora, e o médico desconfiado de pedra no rim, me mandou fazer um raio-x e uma ecografia. Nada foi encontrado e o que disseram é que poderia ser apenas "areia" se formando no rim. De zero a dez, a nota de dor pode ser 7. Não é legal sentir isso e qualquer um pode ter isso, independente de operado ou não.

Durante o ano de 2009 tive outras crises de dores, acho que umas quatro. Algumas fui parar no hospital e outras consegui administrá-las em casa (na base do Buscopan) chorando pelos cantos e rolando pela sala pois estava sozinho em casa e não tinha quem me levasse ao hospital. Depois de alguns exames e uma bela ecografia abdominal, descobrimos a origem: PEDRA NA VESÍCULA. Pronto, tudo estava explicado, o rim estava OK mas a vesícula tinha que ser removida. No final de 2009 fui novamente internado (jogo rápido) para a remoção da vesícula. A cirurgia novamente foi via videolaparoscopia e o médico (o mesmo que operou o meu estômago) utilizou os mesmos buracos feitos anteriormente, evitando assim novas cicatrizes. Pronto, estava sarado. Não deveria ter mais nada!!!! Enfim seria um homem "livre".

Quando comecei a correr em 2010, tudo estava ótimo. Passei a entrar em forma gradativamente, passando de uma pessoa com sobrepeso para uma pessoa de peso normal e além disso, uma pessoa realmente saudável. Sentia-me bem, sentia-me como um touro. Jamais havia me sentido daquela forma pelo menos nos últimos 20 anos. Era como se eu voltasse a minha adolescência e tivesse a chance de viver tudo novamente.

Dor de Parto? Pera, eu sou homem e não tenho como estar sentindo isso...

Porém, como quando caminhamos em um campo de flores, chega um momento que este acaba e em algum momento no primeiro semestre de 2011, ao retornar de um almoço com os colegas do escritório, senti uma dor abdominal parecida com as que tive quando tinha a vesícula, entretanto agora ela não estava mais lá para incomodar. Resultado, fui parar no hospital novamente sendo que desta vez, duas doses de Buscopan na veia não foram suficientes para erradicar a dor e na sequência veio uma grande dose de Tramal para dar cabo da dor. Raio-x, ecografia, nada... não tinha nada de errado com os rins. E agora? Seria a tal "areia"?? A sensação de dor chegou a 9.

As coisas não andavam legais. Passei algum tempo me sentido um tanto ruim. Sentia-me estranho, como se estivesse sempre com gases. Não tinha dores, nem nada... mas aquilo não era normal.

Entretanto, eis que no dia 17 de Setembro de 2011, um Sábado, acordei cedo e fui treinar junto com minha esposa no Parque Barigui. Estava treinando para a Maratona de Curitiba que aconteceria em meados de Novembro daquele ano e seria minha primeira Maratona. Fiz meu treino, 12km aproximadamente rodados, passamos em casa, tomei banho e fomos almoçar fora com os filhos. Fomos ao Restaurante Madeiro e enquanto eu pedia os sanduíches (é o único lugar que como sanduíche fora de casa atualmente) com meu filho menor, minha mulher passeava pelo shopping com minha filha. A comida chegou, juntamente com as "madames" e almoçamos. Logo após acabarmos o almoço, comentei com minha esposa que iria fazer uma massagem nas costas pois tinha uma dor chata incomodando um pouco, parecia muscular. Paguei a conta e quando descemos em direção ao quiosque de massagem, passei no banheiro. Ao entrar, passei mal e já fui vomitando tudo. Sentei no vaso sanitário tentando ver se alguma coisa saía e nada... apenas dor, dor e dor, aumentando cada vez mais. Saí do banheiro, arcado (como andara outrora), encontrei minha esposa e disse: VAMOS PARA O HOSPITAL, ESTOU TENDO UMA CRISE.

Corremos para o hospital mais próximo. Coincidentemente era o Hospital Sugisawa, o mesmo que removi a vesícula e fiz a bariátrica e por sinal um excelente hospital. Desta vez, eu não chorava de dor, eu me retorcia de dor. Simplesmente o que eu sentia é indescritível. Fui direto para a Emergência e lá me deram tudo o que tinha de disponível para a dor. Buscopan 2x, Tramal 2x... tudo na veia e nada de passar. Eu agonizava na cama, me revirando de um lado para o outro. Não tinha o que fazer, eu agarrava as enfermeiras que passavam e pedia para elas "me apagarem". Minha esposa calmamente falava baixinho na minha orelha: "- Gui, calma!". Tão doce minha esposa, mas naquela hora eu queria era mandá-la para outro lugar. Eu não tinha como ficar calmo, não havia hipótese. Queriam fazer uma ecografia. Eu avisei o medico de plantão que não iria acusar nada, igual as outras vezes. Então, avisei-o que era necessário fazer uma ressonância abdominal. Meu médico havia dito que podia ser algo no meu intestino. Neste meio tempo, eu já tinha tomado umas 10mg de Morfina na veia e a dor começava a ir embora (e eu começava a ficar zuretão). Fiz a ressonância e enquanto esperava na Emergência pelo resultado, brincava com as enfermeiras, dava risada com minha esposa e andava de lá para cá (já não tinha dor nenhuma e estava pronto para ir para casa). De repente a médica de plantão (sim havia trocado o médico) chega correndo, me aborda e pede para eu me deitar. Digo que estou bem e ela fala que não, eu não estava bem. Na verdade eu estava MUITO MAL e deveria passar por uma cirurgia de emergência. Na mesma noite fui operado para corrigir uma Hernia de Petersen. Antes da cirurgia, fui apresentado a Dra. que faria o procedimento pois o meu médico estava fora de Curitiba.

Quando a Dra. Silvania veio conversar comigo e se apresentar, eu já tinha pesquisado tudo sobre ela com outros amigos médicos e sabia que estaria em boas mãos. Ao ser questionado se eu tinha alguma dúvida, veio minha maior preocupação naquela hora: "- Dra. em quanto tempo eu me recupero? Estou treinando para a Maratona de Curitiba e não posso ficar parado!". Minha esposa quase me bateu na hora. Eu estava a beira da morte (o intestino começa a necrosar e de tão magoado que estava poderia ter complicações severas se não tivesse sido operado naquela noite) e queria saber quando poderia voltar a correr. Aquilo para mim era importante. A Dra. sorriu e disse que iria fazer de tudo para que a cirurgia fosse via vídeo e assim eu precisaria de uns 15 a 20 dias apenas de repouso antes de poder retornar (na verdade durou um pouco mais, mas vou guardar para outro post o motivo).

Enfim, após a cirurgia, acordei no dia seguinte com uma sensação diferente. Estava "limpo" por dentro. Nossa, a muito tempo não me sentia tão bem e minha digestão depois de uma semana (quando voltei a comer regularmente) estava excelente. O intestino funcionava como um relógio novamente.

Sobre esta dor, a nota de 0 a 10 é 48395344. Simplesmente não há como descrever.

Enfim, se você acha que tudo são flores, aqui estão algumas das dificuldades que podemos passar quando nos sujeitamos a esta cirurgia. Algumas, como no caso da Hernia de Petersen, são mais propensas a técnica de Capela. De qualquer forma estes são alguns dos motivos de manter-se saudável, com uma alimentação saudável e acompanhamento médico regular. Eu acredito que tenho mantido hábitos saudáveis, assim como acompanhamento médico regular e mesmo assim passei por maus bocados.

Para quem quer optou por fazer, saiba que existem riscos associados. De qualquer forma, se me perguntassem hoje se eu voltaria no tempo e faria tudo novamente, sabendo de todas essas dificuldades e problemas eu sempre respondo que sim pois para mim, a cirurgia foi o meu "click" para mudar. Me deu forças para viver uma nova vida.

É isso, até a próxima...



31 comentários:

  1. Eu lembro desse almoço! A "menina" realmente fez a cirurgia e hoje está ótima! Nao se arrepende nadinha! =D

    Quanto às dores, deve ter sido muito foda mesmo! Pior coisa do mundo é sentir uma dor sem saber a causa... se vc se lesiona, vc sabe aonde está doendo e que logo passa, mas quando a dor é interna é muito foda...

    É isso aí velho, muito bom o post. Eu estou me espelhando em vc, nao na questão da cirurgia pois quero primeiro tentar a saída menos radical, mas sim nos seus relatos de bem estar após perder peso e entrar no mundo da corrida. Hoje em dia estou fazendo 5km em mais ou menos 45 minutos, mas eu peso cerca de 115kg, entao acho q está bom, hahaha... =D

    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gabe,

      É bom saber que ela está bem. Ajudei muita gente aconselhando e falando das minhas experiências e sempre fiz isso porque na época que fiz não tive acesso a pessoas que tivessem feito (e tivessem "dado certo").

      Sentir dor nunca é bom. Pior ainda quando não dá para fazer nada para ela parar. Aí é um desespero só.

      E sobre seus 5km. Já está muito melhor que eu pois quando pesava isso aí, sequer eu subia dois andares de escada e quem me dera caminhar por 1km. Desde já, parabéns e é bom saber que novamente consigo inspirar alguém.

      Abraços

      Excluir
  2. Confesso que saiu umas lágrimas lendo seu texto... mais fico feliz por estar bem... abcs...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marlus, realmente hoje em dia estou bem. Depois da cirurgia da Hernia de Petersen nunca mais tive uma complicação. O interessante desta Hernia foi que ela aconteceu justamente por eu estar com uma taxa de gordura corporal muito baixa! :) Ou seja, antes eu sofria por estar muito gordo e depois de um tempo eu sofri por estar "muito magro" (coloquei entre aspas pois na verdade a gordura estava baixa e não a massa magra). Chega a ser cômico, haha.

      Valeu cara e nos encontramos por aí!!

      Abraços

      Excluir
  3. Guilherme querido, parabens por ter superado tudo e gracas a Deus e sua perseveranca hoje voce esta muito bem. Parabens a Tania tambem pelo apoio e companheirismo. Isso e' muito importante.
    Sera que um dia voce consegue levar seu pai por este caminho?
    Nao precisa se tao drastico, mas uma ajudazinha seria bom, nao e'? Amo voces e tenho saudade.
    Deus os abencoe. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tia. Pois é, além da perseverança eu encontrei no apoio familiar um grande elo que mantém forte minha determinação em cada dia me superar mais e mais.

      Sobre o meu pai. O apoio que posso dar é o mesmo que meus irmãos estão dando. Nós falamos, aconselhamos, mas o próximo passo é ele quem deve dar.

      Beijo grande e até mais.

      Excluir
  4. Ola Guilherme pode me ajudar??estou c diagnostico provavel de hernia de petersen mas estou insegura...por conta que a dor p conta q a dor e terrivel , mas depois passa como se nunca tivesse acontecido...a unica maneira de verificar e pela laparoscopia ou seja uma nova cirurgia estou c medo...vc ouviu falar de complicações pela nao cirurgia??o que pode acontecer...sinto igualzinho a vc so que em dois meses ja foram 4 episodios e tenho 1 ano e meio de gastro e 2 meses de vesicula...sinto essa falta de digestão...pode me ajudar???me responda pela sua experiencia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sandra, bom dia. Se é Petersen, a dor passa porque o seu intestino está entrando e saindo do buraco no abdomen. Realmente o método para verificar é uma laparoscopia pois se o buraco existir, o médico já irá fechá-lo fazendo novos pontos e se necessário acrescentando uma tela. Pelo menos assim você nunca mais sofrerá disso. Não tenha medo, o pior já passou. Conte apenas como mais uma cirurgia em seu curriculum. Quem escolheu ser bariátrico tem que se acostumar com o novo estilo de vida e consequentemente, com algumas cirurgias se necessário. O que posso te garantir é que depois que fiz a minha, em 2011, já se foram quase 2 anos e eu nunca mais tive alguma crise destas. Aconselho-a também a ver isso o quanto antes pois da mesma forma que sua hérnia está indo e vindo, ela pode de repente travar, como a minha, e você passar por uma cirurgia de emergência onde os médicos tenham que te abrir para reconstruir o intestino. No meu caso, foi de emergência mas deu para fazer via vídeo porém, há casos que não tem o que fazer e é necessário fazer aberta e aí, serão longos 3 meses de recuperação pelo menos. Um abraço e boa sorte.

      Excluir
  5. Oi, meu nome é tatiane, eu estou tendo crises neste momento. Meu gastro acredita que seja de petersen, porem para ter certeza eu teria que fazer alguns exames. Mad eu nao posso fazer esses.exames pois estou gravida de 3meses e correria o risco de perder o bebe se me submeter a uma laparô. O pior é que estou a passeio em SP. e minha equipe de gastros é de cuiabá-MT. Nao consigo dormir de barriga p cima, nao consigo comer q doi,to na base do buscopam e rezando pra ela sair do tal buraco, mas a vdd é que nao sei mais o q fazer mesmo... to perdida, com dor, gravida e sem querer voltar pois ainda nao cinsegui comprar nada pro bb aqui... É uma dor indescritivel e incomparavel!! Alguma dica? Obgda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Tatiane, boa noite. A única dica que tenho para você é ligar para o seu médico. Se realmente for Petersen e você não operar, pode ter consequências muito mais graves. Acho que você deve ir embora de São Paulo, voltar para Cuiabá e se tratar. Depois você retorna para comprar roupas para o bebê. Não se brinca com dores abdominais e principalmente se for Petersen. Boa sorte.

      Excluir
  6. Olá Guilherme, seu relato me ajudou muito. Fiquei internada quatro dias em um hospital no Rio, sentindo as mesmas dores que você e sem evacuar. Me deixaram três dias em dieta zero e acredito que por isso, a hérnia (que eles não descobriram em nenhum exame) veio a se desfazer. Tive alta com diagnóstico de suboclusão intestinal. Cheguei em casa na quarta, continuei sentindo as dores. Foi aí que comecei a consultar o dr Google e achei o seu relato. Fui a uma gastro e na hora ela me encaminhou ao hospital, fiz mais exames e a hérnia de Petersen se confirmou. Estou com 6 dias de cirurgia. Fiquei meio assustada quando vi o meu laudo: REDUÇAO DE INTESTINO DELGADO. Achei que só fechariam o espaço e ajeitariam o intestino. O seu laudo também tinha isso? Ainda não falei com o cirurgião sobre isso... Como foi sua recuperação? E a alimentação? Li que depois de uma semana se alimentava normalmente. Ainda não estou evacuando, mas creio que seja pela dieta líquida e reduzida. Estou meio insegura, quero fazer tudo direito. Essa cirurgia foi muito repentina e ainda não entendo bem o que ocorreu comigo. Não gosto de ficar sem entender o que está acontecendo com o meu corpo. Na bariátrica, estudei, pensei, pesquisei bastante até tomar a minha decisão bem consciente. Tanto que apesar destas intempéries, não me arrependo mesmo! Um abraço e saúde pra nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!

      No meu laudo não constava nada disso. Entretanto se você teve uma hérnia de petersen e esta ficou com o intestino dobrado muito tempo, pode sim ter necrosado e com isso eles tiveram que remover uma parte. Agora, isso é um leigo falando! Não sou médico para dizer o que está certo ou errado. Logo após a cirurgia da Hérnia já estava bem e me alimentando normalmente. Como disse, não precisei fazer dieta líquida depois disso. Talvez porque não precisei remover nada do intestino. Melhoras por aí. Abraço

      Excluir
    2. Então deve ter sido isso mesmo... Alguma parte deve ter necrosado. Não operei de imediato como você. Fiquei quatro dias internada. Me deram alta sem operar, continuei com as dores e só depois de 10 dias de dores intermitentes é que descobriram a hérnia. Vou me informar melhor quando for à revisão. Abraço!

      Excluir
  7. Operei agora dia 23 dessa mesma hérnia fazem 3 dias e cólicas são grandes na parte abaixo da barriga aconteceu com você também? Meu email bertonithales@hotmail.com

    ResponderExcluir
  8. O meu caso é bem frustrante, tenho um mês q me operei dessa maldita hernia e hj após uma refeição tive uma nova crise! estou bastante deprimido com a possibilidade de fazer mais uma cirurgia e correr novos riscos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tirou a Vesícula? Pode ter sido uma crise de pedra na vesícula ou de repente pedra no rim. Não necessariamente esta hérnia. Espero que esteja tudo bem contigo agora.

      Excluir
    2. Não mesmo Guilherme! Fiz ultrassom, minha vesícula e meus rins estão ótimos, graças a Deus, as dores sempre aparece após uma refeição, tipo, quando meu intestino entra em processo de digestão.

      Excluir
  9. Alguém sabe o q pode ter acontecido pra mim voltar a ter crises mesmo após ter feito a cirurgia? meu médico esta em SP em um congresso, terei consulta na próxima terça com ele, mas esse final d semana pra mim será longo com minhas preocupações e pensamentos ruins :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, como disse, pode ser vesícula ou rim. As dores são semelhantes. Acredito que seja difícil ter uma nova crise de Petersen depois de corrigido, em tão pouco tempo.

      Excluir
    2. Estive com meu cirurgião essa terça e ele demostrou surpresa quando relatei q sentia essas dores, falou q não era pra mim estar sentindo isso. Ele me passou um exame do transito intestinal com contraste, estou muito deprimido com tudo isso, fico medo de comer e sentir dores, nisso já perdi mais peso do q necessito, hj estou com 66kg e 1,73 de altura. Quando eu tiver novidades venho aqui postar. Abraço e parabéns pelo Blog

      Excluir
    3. Pedro não desanime. É apenas mais um desafio que você está passando então você irá superá-lo. Acidentes de percurso acontecem em nossa vida de bariátrico e todos vem para nos fortalecer como pessoas. Temos que pensar que estamos muito melhores do que a anos atrás né? Então bola pra frente. Tudo de bom para você e espero que supere isso o quanto antes. Com certeza seu médico está do seu lado e acompanhamento nestes momentos é o melhor de tudo. Um abraço.

      Excluir
    4. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    5. Terça após o Jantar comecei a sentir um pouco de cólicas e como de costume muita gases, tomei buscopam e nada de passar. Tinha 42 dias de operado de uma hérnia interna por laparoscopia e mesmo após a cirurgia ainda tive algumas crises antes dessa terrível madrugada do dia 13/08/2014 em que sofri com dores terríveis, não consegui dormir! Fui levado direto pra emergência da santa casa onde fui diagnosticado com obstrução intestinal, após horas de dores insuportáveis fui operado as pressas e meu cirurgião (o mesmo q fez minha bariátrica) falou q se tratava de mais uma hérnia interna. Enfim, estou com 5 dias de operado de mais uma hérnia, já estou em ksa e bem, ainda não me sinto curado totalmente, sinto incomodo intestinal quando como tomo qualquer coisa, voltei pra dieta pastosa e estou com medo de comer algo sólido. Só queria ser mais um dos tantos q fazem a redição e não tem absolutamente nenhuma complicação, estou muito deprimido com tdo isso!

      Excluir
  10. Ola bom dia!minha mãe fez a bariatrica há 4 meses. Estava se sentindo ótima. Quando no ultimo sabado 16/01/16 ela almoçou e sentiu fortes does no abdomen. Foi a Upa medicaram pra dor e mandaram pra casa, mas a dor continuou entao ela internou. Resumindo ficou 8 dias internada sem um diagnóstico. pois o hospital é no interior e não tinha recurso.Sentia dor abdominal, náuseas, vômitos, não evacuava. Fizeram lavagem, US, tc e não descobriram. Ela veio a falecer no hospital. Só agora lendo vários relatos na internet que acredito que possa ter sido pedra na vesicula ou torçao do intestino. Mas agora é tarde. Fica um alerta a todos. Qualquer dor abdominal procure o medico imediatamente.

    ResponderExcluir
  11. Ola bom dia!minha mãe fez a bariatrica há 4 meses. Estava se sentindo ótima. Quando no ultimo sabado 16/01/16 ela almoçou e sentiu fortes does no abdomen. Foi a Upa medicaram pra dor e mandaram pra casa, mas a dor continuou entao ela internou. Resumindo ficou 8 dias internada sem um diagnóstico. pois o hospital é no interior e não tinha recurso.Sentia dor abdominal, náuseas, vômitos, não evacuava. Fizeram lavagem, US, tc e não descobriram. Ela veio a falecer no hospital. Só agora lendo vários relatos na internet que acredito que possa ter sido pedra na vesicula ou torçao do intestino. Mas agora é tarde. Fica um alerta a todos. Qualquer dor abdominal procure o medico imediatamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Sinto pela perda da sua mãe. Não podemos afirmar que ela veio a falecer em decorrência da Hérnia de Petersen porém pelos sintomas descrito parece ter sido. Realmente não dá para brincar com isso. Meus sinceros sentimentos.

      Excluir
  12. Oi Guilherme, após a morte dela fui ver o prontuário. A suspeita era de colecistite e pancreatite.Não é uma coisa tão complicada o problema foi a demora no diagnóstico. Ela ficou aguardando vaga para BH e a vaga não saiu a tempo. Ela sofreu demais. Hj fico me sentindo culpada por não ter ajudado, ter trazido ela no primeiro dia. Mas eu não tinha conhecimento, só após a morte dela que eu comecei a pesquisar. Se soubesse disso antes, no primeiro dia teria dado um jeito de ela vir para um hospital melhor. Fico tão triste por isso.

    ResponderExcluir
  13. Oi Guilherme, após a morte dela fui ver o prontuário. A suspeita era de colecistite e pancreatite.Não é uma coisa tão complicada o problema foi a demora no diagnóstico. Ela ficou aguardando vaga para BH e a vaga não saiu a tempo. Ela sofreu demais. Hj fico me sentindo culpada por não ter ajudado, ter trazido ela no primeiro dia. Mas eu não tinha conhecimento, só após a morte dela que eu comecei a pesquisar. Se soubesse disso antes, no primeiro dia teria dado um jeito de ela vir para um hospital melhor. Fico tão triste por isso.

    ResponderExcluir
  14. Passei por tudo isso ai em 3 anos e hoje estou com dor no estômago dor abdominal meu médico pelo zap mandou eu tomar pantoprazol e tropical por 7 dias hoje é o quarto e nada de melhorar.
    As vezes me arrependo pois tenho medo de dá ruim no meu pequeno estômago.

    ResponderExcluir
  15. Passei por tudo isso ai em 3 anos e hoje estou com dor no estômago dor abdominal meu médico pelo zap mandou eu tomar pantoprazol e tropical por 7 dias hoje é o quarto e nada de melhorar.
    As vezes me arrependo pois tenho medo de dá ruim no meu pequeno estômago.

    ResponderExcluir
  16. Deus continue a guarda a todos nós bariatricos. Amém

    ResponderExcluir

Desde já agradeço seu comentário!

Obrigado e até mais.
Guilherme Baron